Dia do Médico: cada vez mais pessoas buscam prevenção no lugar de tratar doenças
 

• Estilo de vida saudável ganha popularidade, afirmam especialistas.

Na próxima quarta-feira, 18 de outubro, é lembrado o Dia do Médico. A data coincide com o Dia de São Lucas, médico que viveu há quase 2 mil anos, considerado santo pelos católicos. Tradicionalmente marcado por homenagens, o dia também é ocasião para reflexões sobre a área médica e uma das discussões mais atuais é: por que as pessoas ainda costumam ir ao médico só quando ficam doentes? Esta é uma prática desaconselhada pela totalidade dos especialistas.

Embora comum, este tipo de comportamento está mudando, conta Dra. Marina Monteiro, médica ortopedista especialista em pés da Ápice Medicina Integrada, de Sorocaba (SP). “Cada vez mais, as pessoas estão buscando saúde e prevenção às doenças, ao invés de simplesmente esperar que aconteçam para tratá-las. Porém, essa é uma fatia restrita da população. A grande maioria ainda possui dificuldades no acesso à medicina preventiva”, comenta.

Para Dra. Marina, um dos fatores que influenciam no aumento das visitas preventivas ao médico é a popularização do estilo de vida saudável. “No caso da ortopedia, as pessoas estão indo muito ao médico para ter orientação sobre a prática de uma atividade esportiva, indicação de um calçado adequado para corrida, corrigir a pisada e prevenir lesões”, detalha.

Manter hábitos saudáveis de vida também está relacionado à autoestima e, neste aspecto, estar satisfeito com a aparência vai muito além do fator estético, afirma a cirurgiã plástica da Ápice Medicina Integrada, Dra. Roberta Barros. “A autoestima está diretamente ligada à qualidade de vida. Há casos em que o incômodo com a aparência gera alterações de comportamento e nos hábitos, podendo levar a problemas psicológicos, como quando uma criança enfrenta problemas com o tamanho maior que o normal das orelhas, o que pode fazer com que seja tímida, se isole e evite o convívio com receio do bullying. Neste caso, a cirurgia plástica ajuda, não só resolver a questão estética, como traz ganhos à qualidade de vida como um todo”, explica.

Quando o assunto é infância, Dra. Luciana Ribeiro, pediatra da Ápice Medicina Integrada, reforça que os cuidados preventivos às doenças são sempre parte fundamental de qualquer consulta pediátrica. “Sempre falamos muito da ‘puericultura’, que é o acompanhamento de crianças saudáveis, com orientações específicas para cada faixa etária. A qualidade de vida é promovida por meio da alimentação saudável, do estabelecimento de cuidados e rotinas, do sono em horário adequado para cada idade, das orientações sobre brincadeiras, fases do desenvolvimento neurológico e psíquico e dos riscos de acidentes domésticos”, enumera.

Dra. Luciana comenta sobre uma curiosidade, que acaba acontecendo durante as consultas. “Em grande parte das vezes, o pediatra acaba por orientar hábitos saudáveis para toda a família, pois é por meio do exemplo dos pais que as crianças aprendem”, pontua.

Dr. Fernando Sampaio, cardiologista da Ápice Medicina Integrada, igualmente acredita que uma maior atenção com a saúde se dê pela popularidade do “estilo saudável de vida”. “Hoje em dia, muitos programas de TV, blogs e sites de internet exploram o tema ‘vida saudável’, o que acaba incentivando as pessoas a procurarem um médico preventivamente. Eu, que trabalho com medicina esportiva, particularmente observo essa mudança de postura. As pessoas estão buscando ser mais saudáveis. Ainda há muito o que acontecer, como diminuir o número de obesos e sedentários, mas já há resultados positivos, como a crescente queda do número de fumantes no Brasil. Acredito que o estilo ‘vida saudável’ é uma realidade que veio para ficar”, conclui Dr. Fernando.

A Ápice Medicina Integrada fica na Rua Eulália Silva, 214, no Jardim Faculdade, em Sorocaba. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3229-0202, pelo site: apice.med.br ou pelo Facebook: facebook.com/apicemedicinasorocaba.